17 abril 2012

A Comunidade foi a Amarante


Pouco passava das sete horas da manhã de Sábado, 14 de Abril, quando a Comunidade de Leitores embarcou rumo a mais uma aventura cultural, desta vez por terras amarantinas, adormecidas em torno do Rio Tâmega e envolvidas no abraço protector da Serra do Marão. Do programa cuidadosamente elaborado pelas já célebres OP, destacaram-se: a visita à Igreja e Mosteiro de S. Gonçalo, onde ficámos a conhecer em rigoroso detalhe a história do monumento e do Beato que lhe deu o nome; a Sessão na Biblioteca de Amarante, onde fomos gentilmente recebidos, e onde decorreu uma bela conversa, a propósito das “Espingardas e Música Clássica” de Alexandre Pinheiro Torres; a visita guiada ao Museu de Amadeo de Souza-Cardoso, onde descobrimos mais um pouco da vida do pintor; a visita à Casa de Pascoaes em Gatão, onde a actual proprietária e herdeira da família, nos franqueou as portas do seu belo jardim e por último a subida das voltinhas do Marão em busca do Parque Florestal da Serra, onde fizemos um dos mais memoráveis pic-nics dos últimos tempos. Tudo isto envolvido em muito riso, muita conversa e sobretudo muita harmonia.
Lanço um repto aos nossos leitores com mais inspiração para a escrita, para nos deixarem as suas impressões de mais um fim-de-semana inesquecível.

8 comentários:

MANUEL JOSÉ disse...

Muito bonito.

Maria Amélia disse...

Bom resumo, Custódia. Eu tenho-me perdido com as fotografias, que parecem contar mais histórias para além do que me foi dado presenciar... um pouco como o livro, Espingardas e Música Clássica, que vai dar matéria para outra sessão.

Maria Amélia disse...

Ah, é verdade: não te queixes da tua máquina, as fotos estão óptimas!

Manuela Correia disse...

Resumo de um fim de semana inesquecível. Obrigada a todos.

Anônimo disse...

Até fomos "abençoados" com umas pedrinhas de granizo no
nosso pic-nic na
Serra do Marão!

Maria José (Zé)

Joca disse...

E eu ainda estou a processar a informação recolhida, que foi muita. Tudo correu pelo melhor, ou as organizações não fossem pandeireta :) Tempos inesquecíveis, sim, de memórias cheias. As fotos não chegam...vamos à sessão dos Leitores rebobinar tudo isto.

Hermes Angustiado disse...

FOTOGRAFIA PITAGÓRICA

A primeira fotografia da série tem-me inquietado: 20 janelas - 10 em ogiva, 7 quadrangulares e 3 mistas; na varanda do templo, um rei decapitado; uma cruz sob o manto pardo do céu; e uma estranha ave que paira suspensa num rito de agoiro e treva.
Por favor, digam-me que é tudo imaginação!

Custódia C.C. disse...

Oh Angustiado, não sei, não.
A verdade é que quando registei o momento não me lembro de nenhuma ave a pairar, mas ela lá está ... se é imaginação ou não ....