14 agosto 2012

MANUEL TEIXEIRA-GOMES (Vila Nova de Portimão, 1860 - Bougie, Argélia, 1941)

Na embaixada de Londres

Era uma forte rapariga de seus quinze anos, com o desenvolvimento de mulher feita, embora vestindo saia curta; a tez levemente morena ou desse tom mate, que no Norte se contrapõe ao róseo nacarado das loiras e à luz meridional se capitularia, talvez, de alvura láctea; olhos imensos e pretos, da cor do cabelo que lhe caía, solto, sobre as costas, fartíssimo e ondeado como um velo de azeviche.

("Deus ex machina", Novelas Eróticas)


2 comentários:

Joca disse...

Leitores...mistério! Este escritor algarvio, que anda esquecido, vai ser lembrado. :)

Custódia C.C. disse...

Já estou aqui em pulgas !