16 novembro 2012

OUTROS CAMINHOS

Um dinâmico sector da nossa Comunidade, ontem, na Casa da Horta (Biblioteca Municipal de Cascais), após uma sessão de leitores à volta de “Werther” de Johann Wolfgang von GOETHE.

9 comentários:

Maria Amélia disse...

Muito interessante ou não fora a estranha sensação de correr o risco de me afogar em livros! Melhor mesmo, só o pseudo prego no prato, que se parecia mais com um mimoso bitoque.

Manolo disse...

Registei os interessantes contributos dos nossos leitores, desde laços cor-de-rosa a teorias literárias e ensaísticas mal digeridas. Quanto à carne, estava bem laminada. E o vinho era bom. Acabo de saber que um dos nossos leitores também gostava de ir a Fátima... Que Santa Clarice o ajude.

Joca disse...

Foi muito interessante o contacto com esta Comunidade de Cascais. Depois de intervenções, laços cor de rosa e sedução...um prego da Linha :)

Custódia C.C. disse...

Muito bem representada esta canónica Comunidade :)

Maria Amélia disse...

Canónica é que esta comunidade não é, e também nunca estará em condições de ser canonizada, com tantas derivas! Abaixo o cânon!

Maria Amélia disse...

Outra coisa: o que é essa de "ir a Fátima"? Quem é que vai e com que intenções? Uma pequena fatia da comunidade vai para a Casa da Duna Fóssil do Magoito este fim de semana, integrada em outras atividades de deriva, não a Fátima.

Manolo disse...

Quem não tem cuidados, anda à deriva e passeia... :) "Casa na (da) duna" só conheço a do Carlos de Oliveira. E não é fóssil!
Cheia de fósseis está a Pedreira do Galinha em Fátima. Mas isso é outra história. Eu depois explico.
:)

Maria Amélia disse...

Meu amigo, andas a acumular muita coisinha por explicar... E eu a registar.

Manolo disse...

Há umas ficções em gestação. Pode ser que aí se explique alguma coisa... A Clarice é uma grande fonte de inspiração.