22 janeiro 2014

A ARTE DE SEDUZIR


Desculpem as minhas queridas leitoras, isto pode parecer despropositado, mas não é. Lembrem-se de que temos um livro - para 31 de Janeiro, republicana data! - em que se narra a história de um sedutor e de uma seduzida.
Detesto sedutores, arte na qual nunca consegui vingar. De resto, também nunca fiz nada por isso.
Quero que saibam que estou solidário com elas.

4 comentários:

Paula M. disse...

Sedutores...são sedutores e seduzem...Os homens que não têm jeito, paciência e moral (ou falta dela) para estas manobras, não gostam deles e têm razão. Para além do acto de seduzir, e do tal encanto superficial, como o odor de um perfume ou o «thrill» do perigo, pouco mais têm para dar. Mas estas componentes abalam fortemente as suas vítimas, orientando-as para a imparável queda. «Cair» por um dos homens não sedutores será menos excitante, o «valor de mercado» parece menor, mas o desafio é muito maior, porque ultrapassa o mero «jogo» do sedutor. Além disso, o sedutor irreverente, auto-complacente, cobarde, displicente, pode acabar mal (à maneira portuguesa é dramático, como mostram os tais textos) ou ir parar aos infernos dantescos como o famoso D. Juan. Para lá de algumas horas de idealizada paixão, o sedutor , viciado na «manobra», oferece desilusão.
Por isso amigas, no caso de um espécime vos aparecer pela frente, façam como ele, situem-se na nossa real (?) sociedade de consumo: «mastiguem» e deitem fora!
Vivam os homens honestos, que nunca serão arrebatadores, mas são!

Custódia C.C. disse...

Paulinha, esclarecedora e ... implacável !!! :)

A mim parece-me que só se deixa seduzir quem quer. Só existem sedutores porque há quem se deixe seduzir :)Demasiado simples? Talvez, mas tenho essa tendência para simplificar :)

Vamos ver então o que diz UTR sobre o assunto.


Paula M. disse...

Sabes, também acho. Mas se há homens que têm essa necessidade de seduzir, há mulheres com necessidade de sedução...Enfim, histórias que a psicologia poderá esclarecer melhor...ou a literatura, que tanto trata do espírito humano.
Que fique pelos livros, que estas confusões são muito adversas para quem quer paz e descanso, que são condições às vezes um pouco esquecidas. :)

Manuela Correia disse...

Caras Custódia e Paula, conheci alguns sedutores(oras). São uma espécie fascinante e perigosa.