27 março 2014

BALTAZAR DIAS PELAS ILHAS





Este livro de Mário Cláudio, Oríon, é um autêntico cesto de cerejas. Tendo surgido a ideia de o ler a propósito de D. Simoa Godinho, dama a vários títulos enigmática, sobre a qual contamos ficar a saber algumas coisas interessantes, através do Fernando Lopes, da Associação Cultural Espaço e Memória, revelou-se Oríon motivo de muitas e variadas pesquisas extra, sobretudo para aqueles que dispõem de tempo e saber para as prosseguirem.
A propósito de Baltazar Dias, o poeta cego madeirense do século XVI, através da ficção que Mário Cláudio não hesita em tecer à volta de personagem com o mesmo nome, jogral da donatária da Ilha do Príncipe, aproveitamos para evocar a cultura popular, que, pela tradição, transporta até hoje elementos vivos daquela literatura de cordel.
Na exposição (CCB) África- Visões do Gabinete de Urbanização Colonial (1944-1974), encontrámos este testemunho, fotografia tirada nos anos 40 ou 50, da representação anual da Tragédia do Marquês de Mântua... e que faz hoje  parte do património cultural de S. Tomé e Príncipe.

http://stomepatrimonio.blogspot.pt/2008/03/tchiloli.html

3 comentários:

Custódia C.C. disse...

Cesto de cerejas e das boas :)
Que bons momentos de leitura tem proporcionado.

Manuel Nunes disse...

Vamos então à Simoa Godinho, personagem exterior ao romance, parece-me, mas relacionada com a História de São Tomé e não só. Esperemos que a intervenção do nosso convidado não dê para muito tarde, porque no dia seguinte, alguns de nós, rumarão bem cedo a Miranda do Corvo em visita à Comunidade afilhada. Outros, certamente, terão outras actividades.
Pedi à cafetaria para confeccionar uns pratos de perca, aquela especialidade muita apreciada no jantar de Natal.
:)

Maria Amélia disse...

Obrigada pelas diligências; realmente, é um fim de semana um pouco atribulado para alguns, mesmo não contando com essa particular surtida a Miranda do Corvo. De qualquer forma, havendo prolongamento, a solução é simples: que cada um rume a seu domicílio à hora que lhe convier.