01 setembro 2015

"Palácio da Lua" de Paul Auster, 25 Setembro - 20h30


"Foi no Verão em que o Homem caminhou pela primeira vez na Lua.
Eu era muito jovem nessa altura, mas não acreditava que viesse a haver um futuro. Queria viver perigosamente, pegar em mim e levar-me tão longe quanto possível e, depois, quando lá chegasse, logo veria o que me aconteceria."

In "Palácio da Lua" de Paul Auster

Um comentário:

Maria Almeida disse...

E não é que chegou mesmo "lá"!

"Do cimo do promontório, já conseguia ver o oceano, mas só parei quando cheguei à beira-mar. Eram quatro da tarde quando descalcei as botas e senti a areia sob as plantas dos pés. Tinha chegado ao fim do mundo, e, para lá desse fim do mundo, não havia outra coisa senão ar e ondas, um vazio que se estendia imenso até às praias da China. É aqui que eu começo, disse para mim mesmo, é aqui que a minha vida começa."

In "Palácio da Lua" de Paul Auster (p.365) (penúltimo parágrafo)

Não, não é aldrabice, já che guei mesmo ao fim do livro! Vale a pena!