17 janeiro 2014

MUSEU DO PRADO NO MNAA

Dois curiosos núcleos temáticos da Primeira Exposição do Museu do Prado em Portugal são os que se intitulam “Paisagem de Gelo e Neve”. Um quadro de Pieter Brueghel, o Jovem, inscrito nesta temática (Paisagem de Neve com Armadilha para Pássaros, c. 1601), é reproduzido no folheto da exposição.
Estas paisagens da pintura europeia, pouco ou nada vistas entre nós, estão  presentes em museus como o Rijksmuseum de Amesterdão.
Mal percebido por mim – talvez por falta de concentração, ou algo parecido – foi o último núcleo da exposição:  “… e na Itália pintam a luz”.  A luz de Itália, que foi nutriente artístico do pintor português Henrique Pousão (1859-1884) – ver, por exemplo, Casas Brancas de Capri –, como que a não senti ali, naquele derradeiro reduto das Janelas Verdes. Admito, porém, a minha possível falha. A esclarecer proximamente.

4 comentários:

Custódia C.C. disse...

Já comento mais logo ... vou sair agorinha mesmo para ver a exposição ...

Custódia C.C. disse...

Também gostei do núcleo "Paisagem de gelo e neve", mas o meu quadro preferido foi o Paisagem de Inverno com Patinadores (referi lá no Ametista).

Quanto à luz de Itália ... tens razão, também não dei muito por ela.
Nessa sala prendeu-me a história do Bento de Núrsia. Cheguei a casa e fui procurar o porquê do moço se isolar assim numa caverna ...

Custódia C.C. disse...

Ah e gostei bastante claro ... mas pareceu-me tão pouco ...

Manuel Nunes disse...

É isso. Daí a visita ao museu: aperitivo, sobremesa, o que se lhe quiser chamar.